fbpx

O que são sistemas legados?

Sistemas legados são sistemas que foram herdados, por exemplo em uma aquisição de empresa, ou sistemas antigos que devem ser substituídos por novos, mais eficientes. São uma verdadeira faca de dois gumes. Por um lado, eles ainda são indispensáveis para que um setor ou empresa consigam realizar suas rotinas. Em contrapartida, pelas suas características, eles acabam sendo um “mal necessário”, o que faz deles mais um problema do que uma solução.

De qualquer forma, a transição para um novo sistema é um processo que demanda muito preparo, conhecimento e uma dose de desapego. É o que acontece quando se implementa, por exemplo, o Protheus, um dos ERPs líderes de mercado que pode ser integrado a sistemas legados de diversos tipos. Avance na leitura e fique por dentro antes de dar adeus ao seu software antigo.

O que caracteriza os sistemas legados?

Segundo Ian Warren, autor de The Renaissance of Legacy Systems. Method Support for Software System Evolution, sistemas legados têm como características:

  • custam caro para seus proprietários/gestores;
  • complexidade;
  • hardware obsoleto;
  • suporte obsoleto;
  • falta de conhecimento técnico;
  • falhas críticas para o negócio;
  • falta de documentação;
  • constantes backlogs solicitando mudanças;
  • incorporam o conhecimento sobre a empresa;
  • incompreendido pelos responsáveis pela sua manutenção

Como fazer a sua integração com o Protheus?

Naturalmente, chega uma hora em que os sistemas legados precisam ser encerrados para dar lugar a soluções mais modernas e escaláveis, como o ERP Protheus. Sendo essa sua escolha, vale seguir o passo a passo a seguir para assegurar uma transição segura e sem sustos. Confira!

Escolha o módulo

O primeiro passo ao integrar o Protheus com o seu sistema legado é selecionar o módulo a ser incorporado. Algumas das diversas opções são:

  • compras;
  • controle de estoque e de custos;
  • faturamento;
  • financeiro;
  • fiscal e contábil;
  • planejamento e controle da produção;
  • recursos humanos;
  • gestão de projetos;
  • relacionamento com o cliente;
  • gestão de serviços;
  • gestão de contratos.

Treine e capacite os envolvidos

Ao implementar um novo sistema, é certo enfrentar alguma resistência e até objeções por parte das pessoas que vão operá-lo. Dessa forma, o melhor a se fazer é contar com o apoio de uma parceria que auxilie no treinamento dos envolvidos antes da implantação do novo recurso.

O mesmo se aplica na hora de fazer a migração até as futuras atualizações e releases de ERP, que devem ser supervisionados. Dica: a Atos Data é o seu braço direito na hora de implementar o Protheus e incorporar sistemas legados.

Teste as soluções antes de “desligar” o sistema

A transição para um novo sistema ERP deve ser muito cuidadosa. Afinal, junto ao sistema legado está todo o banco de dados de uma empresa que, como tal, deve ser preservado. É por essa razão que, antes da implementação definitiva, seja rodada uma versão de testes do Protheus.

O que sua empresa ganha em integrar seus sistemas?

Mudar de sistema é um desafio que pode levar tempo para ser superado. No entanto, a recompensa vem na forma de rotinas mais ágeis, menos tempo desperdiçado com processos lentos e mais produtividade.

Ficou claro para você o que são sistemas legados e por que se deve tratar com seriedade sua transição? Com o apoio de especialistas e sua participação todos ganham com a mudança, especialmente se a escolha for o ERP Protheus.

Curta nossa página no Facebook e encha o seu feed de notícias com conteúdos de valor!

atosdata

Esta postagem possui 0 respostas

Comentários aberto

Deixe uma resposta

Você pode usar esses atributos do HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>